Testemunhos

63708_3840375466056_1871715797_n

“Quem for fundamentalmente um mestre, apenas toma a sério tudo o que se relaciona com os seus discípulos, – incluindo a si próprio.”  Friedrich Nietzsche

Falar de Fernando e de tudo o que aprendi com ele é missão das mais fáceis. Foi ele que me trouxe à luz – de todas as formas! Tirou-me de uma “escuridão” profissional e me abriu as janelas e portas. Com ele aprendi a enxergar, reconhecer, imaginar e pensar – e hoje me divirto com o que faço.

Caminhada nada fácil, nem para o mestre, nem para mim. Há que se ter sabedoria, calma e paciência para ensinar. Fato é que, nos 8 meses de convivência, fui sendo presenteada com toques de confiança, carinho, atenção e muita, muita informação. Sempre e a qualquer hora, incondicionalmente!

Fernando, além de meu Mestre, tornou-se um amigo-irmão, a quem devo a alegria de fotografar hoje, com segurança e confiança.”

(Fernanda Sá Motta, fotógrafa profissional, designer, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil www.fernandasamottafotografia.com)

——————————————————————————————————————-
254204_234091786608258_7238778_n

“Meu nome é Pedro Monteiro, tenho 32 anos e aos 5 meses de idade tive um problema de saúde que causou uma paralisia cerebral e a partir dai me desloco em cadeira de rodas. Desde criança gostava de fotografar de tudo, desde um candeeiro na rua, até ao Pôr de Sol.

Ao longo da minha adolescência, a paixão pela fotografia foi crescendo, até ao ponto de ter um desejo de tornar-me um fotografo profissional, em particularmente um fotografo de moda (acho que todos os fotógrafos querem ser fotógrafos de moda ); andava sempre com a minha máquina fotográfica comigo, era um vicio, ainda me lembro de todos os intervalos do liceu, andar sempre atrás das colegas mais bonitas 😉 para pedir para tirar uma fotografia, cheguei ao final do período lectivo, tinha sempre num meu computador um álbum inteiro de fotografia, não havia um dia em que não andava com a minha máquina de 2 megapixels e com um cartão de 512 mb, que nessa altura era um autêntico luxo.

A Paixão pela fotografia foi crescendo e a necessidade em aprender tecnicamente também, então, no meu último ano da universidade de Aveiro, fiz a opção de deixar a programação e o desenvolvimentos de sites para dedicar-me exclusivamente à parte de fotografia, procurei algumas escolas de fotografia, e em todas foi-me recusada a inscrição por causa da minha deficiência, obviamente que fiquei triste e revoltado, mas a vida continua, então continuei a ser programador que é a área onde me formei na faculdade.

Certo dia, estava eu a passear e a tirar fotografias pelo Porto, e conheci o Fernando Bagnola, que veio conversar comigo e ao longo da nossa conversa contei que queria ser fotografo, e ele, sorriu, e disse, “então vamos a isso! “, a partir dai, ensinou-me tudo que sabia, alias hoje em dia,  ainda  ensina muitas técnicas novas de fotografia.

E assim que comecei a ser um fotografo profissional, a saber realmente o que era a fotografia, aprender técnicas de fotografia, bem como técnicas de marketing.

Como eu não poderia ir a casa dele, por razões de acessibilidade, comecei a ter aulas a partir por vídeo-conferência, onde todos os dias tinhas desafios novos para cumprir, fui crescendo como fotografo fazendo fotografias de moda, eventos, e nú (ainda me lembro a minha primeira fotografia com uma modelo linda e estava nua, eu estava mais nervoso do que a modelo).

Uma outra das minhas várias vitórias foi entrar no Portugal Fashion como uma credencial de imprensa e ser reconhecido pelos meus colegas como um fotógrafo de valor, que até apesar de andar numa cadeira de rodas, consegue tirar fotografias em ambientes muito concorridos, como é o caso do Portugal Fashion.

Hoje dia considero o Mestre de fotografia, Fernando Bagnola, um dos meus melhores professores de fotografia e um grande amigos e a minha vida como fotografo mudou quando conheci-o . Hoje em dia, se alguém perguntar um professor de fotografia, obviamente  que recomendo o melhor dos melhores.

Graças as aulas do Fernando Bagnola comecei a ter pratica e hoje sou contratado para os grandes eventos de moda e outros segmentos comerciais.

Obrigado Fernando Bagnola pela paciência e nunca desistir de mim 🙂 “

(Pedro Monteiro, fotógrafo profissional de moda, publicidade e eventos sociais, Portugal) www.pedromonteiro.net)

——————————————————————————————————————-

11073400_1082891738394921_5199623653476854942_n

“Porque levo a fotografia muito a sério como profissão, tenho também a necessidade de querer aprender sempre mais. Daí ter procurado o Fernando Bagnola, porque já conhecia o seu trabalho e tinha conhecimento que dava formaçao.

Tive formação “one to one”, onde pude desenvolver o nível de conhecimento técnico e preencher algumas lacunas.

O Fernando sempre foi exigente comigo e isso ajudou a eu próprio exigir mais de mim, é uma pessoa sempre prestável, é bastante disponível sempre que eu preciso.

Ao Fernando, devo a força e conhecimento que adquiri com ele, consegui crescer e a acreditar mais em mim.”

(Carla Bessa, fotógrafa profissional, Portugal www.carlabessa.com)

——————————————————————————————————————–
1977079_10152264137864281_1791786631_n
“Meu nome é Celso Nakamura, brasileiro, residente no Japão há 20 anos e fiz parte da 1ª turma online do Japão. A minha expectativa foi superada!

O que dizer do curso?

Voltando um pouco no tempo:

Em 2009 comprei minha primeira DSLR, e fui tirar fotos, mas percebi que me faltava conhecimento e técnica.

Pois bem, fiz um curso básico-intermediário em 2011!

E depois sempre procurava algum workshop ou curso mais avançado, mas não achava algum que se enquadrasse naquilo que eu queria!

Já conhecia o “Sensei” (professor em japonês) Bagnola vendo seus trabalhos no facebook! E um dia perguntei quando ele viria pra cá para dar um workshop, e ele me ofereceu o curso via videoconferência! No começo fiquei meio ressabiado, por causa do valor, e na época minha esposa estava desempregada. Fizemos um teste e fiquei convencido sobre a importância de desenvolver a “tela mental” e a profundidade do raciocínio analógico aplicado à fotografia digital, e lá fui eu fazer o curso e seria o primeiro a fazer parte do “Timão-Japão!”.

Pensei q seria um curso, mas vi que com ele o negócio “é pra ontem”, “ou é ou é”! Descobri talentos que nem sabia que tinha! Aprendi que o Photoshop não é um bicho de sete cabeças, tudo bem, ainda não sei tudo, mas me ensinaram o necessário para editar qualquer foto e atender o meu Cliente com rapidez.

Se valeu a pena? Sim, valeu! Ganhei um amigo-Sensei e um Sensei-amigo!!

Trocando em miúdos, e dizendo uma velha frase clichê:
“Valeu cada centavo investido!”.

 Obrigado Sensei!!!”

(Celso Nakamura, fotógrafo profissional, Japão www.celsonakamura.com)

 

——————————————————————————————————————–
10959607_764098480335636_7399158335342179424_n

“Minha história como aluno do Fernando Bagnola é mais ou menos assim:
Além do que aprendi da área de Fotografia, tem também o que aprendi para poder lidar com alguns problemas que não me deixavam evoluir até mesmo como a nível pessoal.

Tenho o Fernando com um membro da minha família, que “me puxa a orelha ” quando preciso e incentiva meu trabalho sempre, sabe como poucos passar o que conhece.

Por isso chamo o Fernando de Mestre!”

Lindomar Faustino, fotógrafo profissional, proprietário do Estúdio Niquel Color Ltda., Goiás, Brasil  http://www.estudioniquelcolor.com)

——————————————————————————————————————–11071088_947801285275493_1074158512993869522_n

“Não se pode ensinar nada a um homem; só é possível ajudá-lo a encontrar a coisa dentro de si.” (Galileu Galilei)

Quando criança eu dizia que seria Fotógrafa e “sonhava” em cursar uma das melhores escolas de Fotografia de São Paulo. Mas, mesmo sendo nascida em uma Família com tios Fotógrafos Profissionais e avô Profissional na Arte de Colorir Retratos a Preto e Branco, nunca fui incentivada a seguir este sonho.

Adquiri algum conhecimento durante a Faculdade de Propaganda e Marketing, nas disciplinas de História da Arte e Fotografia, mas continuei sempre a trabalhar com a Família no ramo Gráfico.

Apenas em 2012, com o espírito materno aflorado, comecei a ver nas Redes Sociais a Fotografia Newborn, que me despertou a vontade de retomar os estudos.

Conhecendo e admirando o trabalho maravilhoso do Fernando, cliente da Gráfica, que me remetia à pureza e beleza da Fotografia que conheci na infância, não tive dúvidas em procurá-lo.

Foi a partir daí que tudo na minha vida mudou!

O Fernando me fez acreditar e ver, que meu sonho era possível! Que eu não precisava estudar na mais conceituada Escola de Fotografia de São Paulo, do Porto ou de qualquer outro lugar para fotografar como ele, mas que eu precisava sim ter conhecimento técnico e praticar!

Foram 3 meses de muita técnica misturada com desafios e emoções que me fizeram desenvolver e apurar acima de tudo a sensibilidade e o olhar, essenciais para Fotografar.

Além de ser grata por tudo o que sei e aprendi com ele e por todos os “puxões de orelha” (fortes e valiosos) que levei, agradeço todas as dicas e ajudas que o Fernando está sempre disposto a nos dar prontamente.

Hoje, o meu sonho é realidade!”

(Caroline Geraldes, fotógrafa profissional e diretora do www.studiog.pt, Porto, Portugal).

——————————————————————————————————————–67889_118058141721069_1765223930_n

“Conheci o Fernando Bagnola por acaso, num evento fotográfico para o qual havia sido convidado. Também por acaso.

Até esse momento fazia sobretudo fotografia de Natureza. Tentava fotografar a minha filha e os seus amigos, mas os resultados nunca eram o que eu pretendia. Mesmo com as pessoas a dizer que “estão muito bonitas”…

No final do evento estava decidido. O Fernando tinha que ser o meu primeiro professor de fotografia.

A decisão tinha sido tomada por um motivo: Frontalidade.

Eu precisava de alguém que me ensinasse e me dissesse sem rodeios, o que eu fazia mal. O Fernando é assim. Ás vezes até dói!

Quando reunimos pela primeira vez, em sua casa, para saber como ia ser, ele perguntou: O que é que vc precisa de mim?

-Eu preciso de saber usar um flash. Controlar a Luz.

Depois de quase duas horas a convencê-lo de que precisava de ajuda, ele acedeu. (acho que demorou porque ele viu o tamanho da “lagartixa”).

Isso, e eu ter dito que não poderia nunca ser um fotógrafo profissional. Ele percebeu mais tarde porque …

Tive aulas com o Fernando durante 3 meses … mudou tudo.

Porque o Fernando não ensinou só de Luz.

O Fernando conversou sobre como olhar uma fotografia, sobre sentimento na fotografia, partilhou filmes especiais para ele a nível de iluminação, colocou desafios e conversou… conversou muito sobre sentir a fotografia.

Acho que ele sabe isso, mas… foi a parte mais importante para mim.

Durante esses 3 meses, o Fernando foi revelando a sua valentia, como profissional e como pessoa ligada a causas sociais.

É este “Todo” conjugado, que eu acho que fez a diferença na minha aprendizagem. Hoje, ainda longe de ser um fotógrafo com “letra grande”  eu continuo aprendendo com ele sempre que lhe coloco uma dúvida e ele, com a paciência de um Mestre, se disponibiliza a ensinar. “

Paulo Tavares, fotógrafo de natureza, moda e retratos, Portugal)

——————————————————————————————————————–1510482_866616880030738_8690541031259971880_n

“Sobre a formação avançada com Fernando Bagnola, quero deixar 3 notas:

Em primeiro, o conhecimento do Fernando Bagnola é elevadíssimo. Elevadíssimo, mesmo!! Tudo foi explicado e fundamentado. A constante explicação sobre a técnica “no digital”, com base nos tempos “analógicos” foi um dos pontos que mais marcou a formação.

Segundo, o método on-line foi muito bom, funcionado sem qualquer problema, mesmo em condições de maior pormenor (como por exemplo, ajustes do photoshop com partilha de monitor). Este método permitiu-me gerir o tempo e adaptar a formação “às minhas semanas”.

Por último, a seriedade e fundamentação dos comentários/opiniões aos resultados que fui obtendo foram lições de enorme importância.

Recomendo, mesmo!”

(Alexandre Andrade, fotógrafo de desporto, moda e culinária, Portugal)

——————————————————————————————————————–
1537805_858468394181197_1919631818562417207_o

“Estimado Professor e Amigo,

O dia 21 de Agosto de 2010 haveria de mudar a minha vida.

Foi nesse dia que num workshop de fotografia sobre Moda organizado por um grupo profissional de fotógrafos, os Devaneios Fotográficos, eu conheci uma pessoa que com uma simplicidade e humildade e profundo conhecimento técnico/prático me fez um click. Sim é possível, despertar numa plateia de homens e mulheres com uma máquina fotográfica na mão, alguns com muitas horas de máquina nas mãos, um deslumbramento e uma desmistificação da forma de se abordar e trabalhar a luz. Trabalhar a luz! Tema simples, se nos focarmos nos seus princípios elementares.

Essa abordagem era para mim uma novidade. A minha aprendizagem assentava na sensibilidade que tinha para os elementos estéticos, com predominância para a dança e sempre em condições de luz muito desfavoráveis, que se reflectiam no trabalho final. Necessita pois, de encontrar uma estrada, um rumo, e aprender a conduzir nela com segurança e sem erros!

Das pesquisas de formação que efectuei a diversas níveis, a relação qualidade/preço pareceu-me sempre desajustada. Nesse mesmo dia 21 de Agosto perguntei-lhe se estaria disponível para partilhar comigo a sua experiência real e ajudar-me a melhorar.

A sua resposta veio no dia 15 de Abril de 2011: uma formação técnica intensa, personalizada, exigente, prática, frontal e sem segredos, ajustada às minhas necessidades e que continuam a fazer-me sentir feliz.

A melhor estrada encontrei-a. Agora conduzo com mais segurança, com mais auto-domínio, mais próximo dos elementos puros. Sem exageros e aberrações. Tendo na luz uma amiga, uma companheira que melhora os meus instantes fotográficos. Mas a estrada a percorrer é muito longa! Mas não me sinto só! O meu Mestre e agora Amigo Fernando Bagnola está comigo. Obrigado.

Abraço,”

(Edgar Tavares, fotógrafo profissional de espetáculos e dança, Portugal)
www.edgartavares.com)

——————————————————————————————————————–

10559823_1086921464656828_5176896542042389134_n

“Fiz o curso de formação online e não encontro palavras para agradecer ao Fernando Bagnola, pois foi uma das melhores coisas que me aconteceu. Com sua orientação obtive muito mais que uma reciclagem, foi uma coesão consistente para minha base de conhecimentos fragmentadas.

E foi muito além disto, recebi novos conhecimentos e uma visão nova e inovadora tanto profissional quanto pessoal.

Ensinamentos transmitidos com uma dinâmica especial de quem tem muito conhecimento e experiência e é totalmente apaixonado pela vida e pela fotografia em dedicação incondicional aos seus alunos. Um curso que realmente vale muito para quem quer seguir a carreira de fotógrafo.

 Sensei Fernando Bagnola, Hontou ni arigatou gozaimasu! (muito obrigado).”

(Cesar Ogasawara, fotógrafo e professor de fotografia analógica na U-Team Photo School, Japão)

——————————————————————————————————————–
11030848_757841524330958_9016683966128566781_n

“O curso online com o Bagnola foi além das minhas expectativas, na realidade foi totalmente diferente de tudo o que eu já tinha visto.  Ele vai direto ao ponto, buscando as nossas deficiências e necessidades.
Hoje eu tenho uma outra visão do que é a fotografia!!!”

(Tadeu Malavazi, fotógrafo, Japão)

——————————————————————————————————————–10835324_1547100005543622_974705767336657869_o

“A formação com o Fernando Bagnola é um salto de paradigma:  promove uma mudança de ação e visão sobre a fotografia. O Fernando, com sua visão apurada e sua experiência em diversos ramos da fotografia nos tira as limitações e impõe movimento.

Talvez movimento seja uma boa palavra para descrever o curso On Line. O Fernando não te deixa ficar parado,  impõe um ritmo sempre com um foco na maturação do fotógrafo em um verdadeiro profissional,  pois ele não deixa espaço para qualquer amadorismo.

O Fernando é um grande fotógrafo da era analógica que acompanhou o desenvolvimento das tecnologias e está sempre a par das novidades da área,  é profundo conhecedor das ferramentas de edição e possui o “know how” do mercado fotográfico:  É um fotógrafo completo e melhor que isso, é um fotógrafo completo que almeja que seus alunos sejam também fotógrafos completos. Exige nada menos que o melhor e extrai do sujeito qualidades que nem ele mesmo imaginava ter. Trabalhar e aprender com o Fernando é uma vivência incomparável!

Sou grato eternamente por essa direção que foi dada em meio ao meu caminho dentro da fotografia.  Hoje me sinto mais preparado como fotógrafo e também mais preparado para o mercado.”

(Ítalo Supertramps, fotógrafo profissional, Recife, Pernambuco, Brasil)

——————————————————————————————————————–391908_337085529639631_1958803185_n

“É com muita satisfação que escrevo estas palavras pois conhecer o Fernando, alterou a minha  forma de ver a vida.

Não falo somente em termos profissionais, porque os seus ensinamentos ajudam-me todos os dias a ver o mundo de forma diferente, a fotografar os produtos que represento com mais qualidade e veracidade pois agora consigo fazer catálogos com mais rigor e de forma a que os meus clientes vejam antecipadamente os produtos exactamente como os vão receber. O que trás uma mais valia e confiança imprescindíveis para a minha área de negócio.

Com o seu estilo incomparável de oratória, que qualquer palavra que profere tem um significado de elevada importância na aprendizagem, obrigando-nos  a uma concentração total pois não queremos perder pitada da sua sabedoria.

Refiro-me principalmente à sua humanidade, porque depois de conhecermos o Fernando, de passarmos por muitas situações boas e outras de dificuldade extrema, tudo o que poderemos contar é com um “Abração”; “Isso já nem lembro mais”. Quando nem sempre estamos lá para ele, ele estará lá sempre para nós!

Obrigado Fernando por toda a tua paciência, compreensão e sabedoria.

Forte abraço,”

(Domingos Lopes, fotógrafo e empresário da área de calçados, Portugal)

——————————————————————————————————————–CLEVISTON PIEROBOM

“O que posso falar do Fernando?

Posso dizer que quando vi o trabalho dele pensei que era aquilo ali que eu buscava. Algo com alma, consistente, fotografia à moda antiga talvez.

Perguntei primeiramente para a Fernanda Sá Motta como que tinha sido o curso dela e fui avisado que ele era bem exigente. Entrei em contato como Fernando e fui (novamente) avisado que o ritmo seria intenso. Topei na hora.

Iniciamos o nosso curso e um novo caminho e um novo modo de ver a fotografia se abriu para mim. Foi realmente fotografia à moda antiga usando os recursos atuais. Aprendi usar a “tela mental” e depois clicar.

Além de um mestre na fotografia que me ajudou demais, as nossas conversas serviram para que eu evoluísse também como pessoa.

Faria tudo novamente.

Um abraço do teu amigo gaúcho.”

(Cléviston Pierobom, fotógrafo profissional, Pelotas, RS, Brasil | www.clevistonpierobom.com)

——————————————————————————————————————–
CRIS BRITO

“Conheci o Fernando Bagnola em 2008 quando frequentei um Curso de Iniciação à Fotografia e foi mágico!

Ora bem, como posso eu escrever/falar sobre uma pessoa que eu adoro do coração sem parecer suspeita?! Adoro o professor e a pessoa; o professor que ensina e transmite os seus conhecimentos como ninguém, e o homem, o ser humano tão generoso e humano que abraça todas as causas como se fossem únicas.

Também foi duro pois ele é muito exigente, muito profissional e o seu objetivo é ensinar, não é dar colo quando dizemos que não conseguimos, que não está bem e que se calhar não somos nada de especial. Ele desafia-nos, ajuda-nos a desperta os sentidos, o olhar e com o seu jeitinho de Mestre dá-nos um empurrão que quando damos conta já superamos as nossas expetativas relativamente ao que somos capazes. E eu?!! O trabalhão que eu dei ao Fernando!! Era muito insegura e preguiçosa…. mas Fernando não facilitou (até me obrigou a ser modelo por um dia)!… E ainda bem !! O que eu aprendi com o meu Mestre!!! Descobri que o olhar, o nosso olhar, é tudo e que depois vem a técnica, a luz, ISO, o equipamento, photoshop, etc, e as nossas preferências! Eu por exemplo tenho um olhar gráfico (foi ele que me disse) e adoro a macro fotografia. Foi com ele que dei os meus primeiros passos e que me apaixonei pela fotografia.

O Fernando é um fotógrafo profissional excepcional e os seu trabalhos são prova disso, mas o que nem todos sabem, porque não tiveram o previlégio de ser seus alunos, é que ele é um excelente professor e comunicador. Ensina tudo o que sabe, desafia-nos a querer ir mais longe e está sempre ao nosso lado!! Que disponibilidade tão total e absoluta de prazer em ensinar, não conheço mais ninguém assim!! Para mim aprender com ele foi um privilégio e uma honra.

O destino quis que nos cruzássemos e daí surgiu uma grande amizade e por isso sinto-me muito feliz!!

Obrigada Fernando!
Um abração.”

Cristina Brito, empresária e fotógrafa, Vila Nova de Gaia, Portugal.

——————————————————————————————————————–
LUISA DE PAULA PITRA

“Eu sou a Luisa de Paula Pitra tenho 31 anos, e sou de Angolana.

O que dizer ???

Bem, sempre gostei de fotografia e até que um dia resolvi investir numa máquina semi profissional e foi ai que com a ajuda de um amigo em junho de 2010, usei um salário inteiro (1000.00 USD) e passava noites acordada a fazer fotos à toa e a explorar.

Até que decidi procurar definiçoes e mais conhecimento … claro que nao foi suficiente… até decidi fazer um curso online.

Foi ai que procurei e procurei, mas só encontrava na África do Sul, o qual pensei que não seria muito proveitoso devido a formação ser totalmente em inglês, sendo a minha lingua materna o português.

 E foi assim que encontrei o Fernando pela net … e muito melhor que isso, resolvi deslocar-me a Portugal para fazer o curso de forma intensiva em 10 dias.

Devo dizer que o Fernando é mesmo um mestre não só apenas como bom conhecedor da matéria, mas como uma pessoa que sabe como incentivar os seus alunos a escolherem o que realmente desejam para si.

Foi ai que em agosto de 2010 eu conheci o grande mestre e tive a oportunidade de saber tudo o que sei de fotografia hoje, e desvendar todos os segredos da minha NIKKY (D5000).

Fernando, realmente eu devo muito a ti, por seres uma ótima pessoa e por aceitares de maõs abertas no momento em que mais precisei. Ainda irei fazer uns updates e fazermos o nosso workshop por ANGOLA.

Aquele abraço.”

Luísa de Paula Pitra, fotógrafa profissional, Luanda, Angola.


13116067_517131031825831_1119863478907260250_o

Sou a Gleice Campos,  de Cuiabá-MT- Brasil para a grande e maravilhosa Lisboa!

À procura de conhecimento Técnico  Fotográfico, fui indicada por uma fotógrafa de Cuiabá para a escola do Fernando Bagnola.

O Fernando passa o seu conhecimento de uma forma tão pratica que você aprende ali brincando, ora levando muitos puxões de orelha, mentalizando, praticando e nada de decoreba e nem de anotações, tudo tem que estar na mente, dentro do cérebro… 2.8 – 4 – 5.6 – 8 – 11 –  16 – 22 … e enquanto você não aprende, ele esta ali ali motivando.

O Meu “Malvado” Favorito, nome carinhoso para um professor e um amigo que me empurrou para o abismo e aprendi a voar.

Com o nosso Mestre, porque diante de tantos seguidores, não tenho o direito de chama-lo só de Meu Mestre, aprendi a bater as asas, aprendi a voar… tive que remodelar os meus pensamentos para estar no nível dele, de energia, de positividade e posso dizer que valeu a pena passar  todas as quartas-feiras  e quero estar sempre em busca de conhecimento e contato com a EFO.

Tenho muito que aprender , o mais importante de tudo isso é que já sei Voar.

Faça EFO e sua vida terá uma grande transformação tanto no campo profissional quanto pessoal pois tem uma proposta de ensino muito dinâmica e funcional.

EFO, eu recomendo!!!

(Gleice Campos, fotógrafa profissional, Cuiabá, Lisboa)

www.gleicecampos.com

 


Meu nome é Camilo Givá, sou de Moçambique e tenho 24 anos.

Desde pequeno fui apaixonado por fotografia, mas nunca tinha levado a sério.

O interesse foi crescendo quando um amigo próximo teve uma máquina fotográfica, ai eu decidi comprar a minha também.

Juntei meu salário até conseguir comprar uma máquina fotográfica de segunda mão e em 2015 comecei a  procurar pessoas experientes na fotografia para ensinarem-me como manusear uma máquina, porque na verdade eu não sabia nada.

Como é raro encontrar quem queira e gosta de partilhar conhecimento, foi difícil encontrar alguém que estivesse disposto a partilhar, não desisti e continuei a procura, foi aí que conheci o Fernando Bagnola com a sua simplicidade e enorme vontade em partilhar a sua experiência profissional de mais de 30 anos.

A amizade e o respeito começaram a crescer mesmo antes do curso começar, onde vi um Mestre por trás de um ser humano “.

O curso foi uma porta para o mercado profissional, hoje consigo me posicionar ao lado de grandes nomes da fotografia em Moçambique e vou conquistando o meu espaço pouco a pouco.

Conheci um conselheiro, um mentor e amigo acima de tudo, com uma enorme Luz positiva e me ensinou como acender a luz que havia dentro de mim.

Obrigado pela chave do sucesso Fernando. É NÓIS!!!!!!!! 😉

(Camilo Givá, fotógrafo profissional, Moçambique, África)